Artilheiro, garçons, média de gols: a primeira fase do Gauchão em números




Após 66 jogos, restam apenas oito times na briga pelo título (Foto: Arthur Dallegrave/Divulgação, Juventude)

A primeira fase do Gauchão 2018 foi encerrada na tarde de domingo com os seis jogos derradeiros de forma simultânea. Em uma rodada na qual não faltou emoção, definiram-se os oito classificados para as quartas de final e os dois rebaixados para a Divisão de Acesso: os históricos São Paulo e Cruzeiro. O GloboEsporte.com reuniu os principais números das 66 partidas disputadas até aqui, como artilheiro, garçons, média de gols e os mostra abaixo:

Os jogadores dos 12 clubes marcaram 138 gols até o momento, mas dois deles ajudaram o adversário a construir seus placares. O zagueiro César Martins, do Juventude, e o volante Gabriel Dias, do Inter, estufaram as próprias redes nos duelos contra Avenida (empate em 2 a 2) e Caxias (derrota por 2 a 1), respectivamente. Ao todo, foram 140 tentos nos 66 jogos, o que resulta em uma média de 2,12 por partida (veja mais detalhes no gráfico abaixo).

Neste contexto, quem mais aproveitou as chances foi o centroavante Michel, do São Luiz. Ele já colocou oito bolas na rede e lidera isoladamente a artilharia do Gauchão. Logo atrás aparecem Guilherme Queiroz, do Juventude, com seis (quatro deles de pênalti), e Everton Alemão, do São José, com cinco.

Média de gols por rodada na 1ª fase

Mas os gols também não nascem sozinhos, e três atletas estão empatados entre os melhores do Campeonato Gaúcho até o momento. D’Alessandro, do Inter, Márcio Goiano, do São Luiz, e Felipe Mattioni, do Veranópolis, contabilizam quatro assistências cada.

Nas estatísticas que envolvem as equipes, o Grêmio ultrapassou o Inter como melhor ataque após os dois gols de Luan no Gre-Nal. São 17 gols marcados. Já a melhor defesa fica por conta do Veranópolis, que só foi vazado cinco vezes. Do lado negativo da moeda, o rebaixado São Paulo marcou apenas quatro vezes, enquanto o atual campeão Novo Hamburgo e o Juventude sofreram 17 tentos.

Na questão disciplinar, o árbitro Roger Goulart é o recordista de cartões distribuídos Rio Grande do Sul afora. Em cinco jogos, distribuiu 31 penalizações (29 amarelos e dois vermelhos). Mas o homem do apito que mais pisou em campo é Leandro Vuaden, com oito aparições. No somatório, os juízes gaúchos mostraram 308 cartões amarelos e 15 vermelhos.

Números do Gauchão

140 gols 2 gols contra Média de 2,12 por jogo Melhor ataque: Grêmio (17 gols) Pior ataque: São Paulo (4 gols) Melhor defesa: Veranópolis (5 gols) Pior defesa: Juventude e Novo Hamburgo (17 gols) Artilheiro: Michel, do São Luiz (8 gols) Assistências: D’Alessandro, do Inter, Felipe Mattioni, do Veranópolis, e Márcio Goiano, do São Luiz (4 passes para gol) 308 cartões amarelos 15 cartões vermelhos

Nenhum jogador foi expulso mais de uma vez. Porém, o volante Toto, do Avenida, já precisou “folgar” em duas rodadas pelo excesso de amarelos. Ele é o jogador mais indisciplinado, com seis advertências na conta. O São Luiz é o time que mais teve expulsões, com quatro ao todo – Tairone, Henrique, Mikael e Ronaldinho Gramadense.

A partir do próximo fim de semana, apenas oito times seguem na briga pelo título. As quartas de final serão abertas com o duelo entre Avenida e Caxias, em Santa Cruz do Sul, às 18h de sábado. No domingo, ocorre o Gre-Nal, às 16h, na Arena, e outros dois jogos às 19h30: São Luiz x Brasil, em Ijuí, e Veranópolis x São José, em Veranópolis.