Cacalo: “De uma vez por todas”




Penso que os leitores devem filtrar determinadas conclusões acerca de algumas matérias e opiniões. A questão do centroavante é uma delas. Todos sabem minha preferência por equipes que joguem com centroavantes típicos. Disseminaram-se ideias equivocadas que centroavante deve ser o que chamam de “aipim”. E mais do que isso, que tal jogador é ou deveria ser ruim, de má qualidade.

 Literalmente falando, pela tradução futebolística do termo, quem joga assim é porque lhe falta qualidade. Mas, ao contrário de muitos, não recordo de centroavante “aipim”, na literalidade do termo. Todo centroavante tem mobilidade, às vezes mais restrita. O melhor que vi jogar, Alcindo Martha de Freitas, era de área, mas com intensa movimentação na sua zona de atuação. Por isso, quando vejo alguns pregarem, especialmente para o Grêmio, o tal “aipim”, penso que estão fazendo crítica pesada e subreptícia ao clube. O Grêmio quer centroavante, sim. 

Jardel era aipim?

O

Leia a notícia completa em:

Cacalo: "De uma vez por todas"