Com promessa de reintegrar André, vice de futebol do Sport é duro com Grêmio




André vem treinando separado do grupo (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

A “novela André” se arrasta há semanas. E, ao que parece, a paciência dos dirigentes do Sport está próxima de chegar ao fim. Sem resposta efetiva do Grêmio para selar a negociação, o vice-presidente de futebol rubro-negro, Guilherme Beltrão, acredita que a transação não sai mais. E que, diante disso, vai reintegrar o camisa 90 ao elenco. O atacante treinava separado do grupo desde o dia 16 de fevereiro. Só voltaria a trabalhar normalmente quando a situação fosse resolvida.

– Acho que o negócio não sai mais. Outro clube pode até pegar André. Mas, para o Grêmio, o Sport não abre mão do valor pedido desde o início, que é 2,5 milhões de euros. Se quiser mesmo André, o Grêmio vai ter muita dificuldade. Para o Grêmio, pode até ser elevado esse valor. Para mim, André está reintegrado ao grupo. Não sei se André já sabe dessa decisão, mas ele vai ficar sabendo rapidamente – disparou Guilherme Beltrão.

Depois de muitas conversas, desacertos e até um recuo estratégico, o Grêmio ofereceu uma nova proposta de 2 milhões de euros por 60% dos direitos econômicos de André – cerca de R$ 8 milhões. O Sport ficaria com 10% do atleta. Os 30% restantes pertencem ao Corinthians.

Guilherme Beltrão foi chamado de “valente do cangaço” por dirigente do Grêmio (Foto: Williams Aguiar/ Sport)

O Sport só negocia André por 2,5 milhões de euros. Não fará outro tipo de negócio. O Grêmio diz que espera um aporte financeiro da venda do volante Arthur ao Barcelona para pagar ao Leão. Só que o Barça tem até o dia 15 de julho para exercer o poder de compra do jogador. Para ter André na fase final do Gauchão, o Tricolor precisa fechar o acordo e encaminhar os papéis da transferência à Federação Gaúcha de

Leia a notícia completa em:

Com promessa de reintegrar André, vice de futebol do Sport é duro com Grêmio