Defensor do título, Kannemann afasta favoritismo: “Não tem muita importância”




O Grêmio enfrenta o Cerro Porteño na noite de terça-feira, no Estádio “La Olla”, em Assunção, com a chance de assumir a liderança do Grupo 1 da Libertadores. O Tricolor traz na paleta a marca de atual campeão, o que causa alvoroço em todos os adversários da competição continental. Apesar do bom momento, o zagueiro Kannemann acredita que o passado “não tem muita importância” hoje em dia.

Kannemann concede entrevista após treino no Paraguai (Foto: Beto Azambuja)

Em entrevista coletiva no fim da tarde desta segunda-feira, após o treinamento na sede da Conmebol, na cidade de Luque, encostada a Assunção, o defensor ressaltou a preocupação com os rivais. Segundo ele, a “camisa” ficou para trás nos duelos.

– Acho que hoje em dia o passado dos times não tem muita importância, mas jogar contra o atual campeão é um ponto a mais. Se estivesse do outro lado, como já me aconteceu, desfrutaria muito jogar contra equipes deste nível. Mas passado e camisa não ganham mais jogos – disse Kannemann.

Kannemann atende torcida do Grêmio no Paraguai (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

A estratégia para enfrentar um time que terá cerca de 40 mil vozes a favor não vai mudar. Conforme o técnico Renato Gaúcho gosta de frisar, o Grêmio tem sua maneira de jogar, e ela não é alterada de acordo com o adversário. Para Kannemann, será importante controlar a bola para não deixar o Cerro pressionar.

– O Grêmio é um time muito compacto, tem boa velocidade, centroavante muito forte, tenta procurar ele na área. Vamos tentar fazer o que sempre fizemos: jogar com a bola, tentar controlar o jogo – comentou.

Kannemann fala sobre a dupla Adilson e Rivarola. “Era uma criança”, brinca o zagueiro #gegre pic.twitter.com/OuBbsPqxty

April 16, 2018

O provável Grêmio que entra em campo contra o Cerro Porteño tem: Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon, Arthur, Ramiro, Cícero e Everton; Jael. O Tricolor é segundo colocado no Grupo 1, com quatro pontos, dois atrás do líder Cerro Porteño. O duelo no Paraguai está marcado

Leia a notícia completa em:

Defensor do título, Kannemann afasta favoritismo: "Não tem muita importância"