Grêmio capta primeiros recursos e projeta iniciar 2019 com mudanças em CT da base




A estrutura do CT para os jovens passará por uma reforma. Por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, o clube conseguiu captar R$ 1 milhão dos R$ 2,3 milhões necessários para a primeira fase do projeto. Serão construídos refeitório e residências provisórias.

Planejamento para o CT Hélio Dourado

As obras estão previstas para iniciar em 60 dias. Em março de 2019, quando a base retornar para a próxima temporada, a intenção é receber os garotos já de “casa nova”.

– Temos uma parcela significativa de doação. Nos permite a construção do refeitório que vai ser utilizado depois para atender os atletas hospedados na residência. Até o final deste ano, teremos liberação de recursos do próprio clube, que o Conselho de Administração está nos concedendo, para construção da residência, mesmo de forma transitória. E algumas outras medidas de revitalização de acesso, portaria, sistema de segurança, para dar mais conforto para os familiares – revela o assessor da presidência na base, Gustavo Schmitz, ao GloboEsporte.com.

A segunda fase do projeto de reestruturação do local prevê a construção das residências permanentes, para abrigar todas as categorias do clube, e o prédio da academia e fisicultura. A terceira parte prevê auditório e área de convivência. No total, o projeto custará R$ 8,8 milhões. O planejamento é ter as moradias construídas durante 2019.

Os recursos devem ser novamente captados por meio de doações pela Lei de Incentivo ao Esporte, mas também com dinheiro próprio destinado para a base pela diretoria gremista. Há uma garantia de que valores do Mecanismo de Solidariedade da Fifa serão utilizados para a reforma. Recentemente, a compra de Douglas Costa pela Juventus rendeu R$ 5 milhões ao Tricolor.

Leia a notícia completa em:

Grêmio capta primeiros recursos e projeta iniciar 2019 com mudanças em CT da base