Grêmio: do Viagra ao time de novo sem centroavante de carteirinha





Se até algumas das grandes descobertas da humanidade aconteceram por acaso, por que o futebol tem de ser diferente?

Super Bonder, penicilina, raio X, picolé e até o Viagra foram descobertos sem querer.

O Viagra, conhecido por aqueles que dele necessitam -não é o meu caso, mas de uns primos e amigos meus sim -, era um medicamento testado para um problema no coração. Fracassou. Mas deu resultado um tanto mais abaixo. Não sei se é verdade, porque nunca experimentei.

Entro no assunto que interessa assim que vocês pararem de rir…

Então, o acaso está presente no futebol dentro e fora de campo, na hora do jogo.

O Grêmio começou a dar certo quando o presidente Romildo não conseguiu contratar o técnico Doriva, do Vasco. Doriva era naquele momento um técnico novato, de um bom trabalho, assim como tantos que surgem, empolgam, e depois vão diminuindo de tamanho.

Leia a notícia completa em:

Grêmio: do Viagra ao time de novo sem centroavante de carteirinha