Grêmio espera clima de guerra e fala em evitar “trazer encrenca” da Argentina




Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Clima hostil, torcida cantando sem parar e um time de qualidade do outro lado. É isso que o Grêmio espera encontrar na Argentina nesta terça-feira, na primeira partida das quartas de final da Libertadores contra o Atlético Tucumán. Embora o adversário não tenha muita tradição no cenário sul-americano, o Tricolor prevê um jogo difícil e adota discurso de total respeito ao rival. A ponto de considerar o empate um bom resultado.

Não à toa. Em 115 anos de vida, o Atlético Tucumán navega pelo melhor momento de sua história. O modesto Decano, como o clube é conhecido, eliminou o Atlético Nacional-COL nas oitavas de final e já faz a torcida sonhar com uma vaga na semifinal na Libertadores em sua segunda participação no torneio. De quebra, a equipe assumiu provisoriamente a liderança do Campeonato Argentino na última sexta-feira, ao bater o Tigre por 3 a 0.

Leia a notícia completa em:

Grêmio espera clima de guerra e fala em evitar “trazer encrenca” da Argentina