Grêmio sai satisfeito com empate, mas reconhece que poderia ter melhor atuação




O ponto somado longe de Porto Alegre serviu de consolo até pelo cansaço da temporada com calendário cheio em 2018. Além do “espírito de luta” citado pelo lateral-esquerdo Bruno Cortez, o centroavante Jael lembrou o caráter decisivo da maioria das partidas neste primeiro semestre.

– Valeu pela superação. Resultado não foi o que a gente buscava, mas aconteceu o empate. Vamos descansar. Viemos de uma sequência de jogos importantes desde o início do ano, sempre decisivos – destacou o atacante, que substituiu André no segundo tempo.

– Podia ter jogado um pouco melhor. Tivemos dificuldade. Um ponto fora é sempre válido. Aproveitar para descansar e voltar com tudo – emendou, na mesma linha, Léo Moura.

A defesa, aliás, teve uma atuação segura, mesmo que o miolo de zaga tenha sido reserva. Paulo Miranda e Bressan se entenderam bem ao longo dos 90 minutos e quase não permitiram chances ao adversário. O segundo, que já substituía Geromel desde sua convocação para a Copa, ressaltou a importância do ponto na Ilha.

– Difícil sempre jogar com o Sport aqui. Importante este ponto conquistado, vai fazer diferença lá na frente. Conseguimos nos manter lá em cima. Temos tempo para descansar e recuperar jogadores. Vai ser bom para todo mundo – disse Bressan.

Leia a notícia completa em:

Grêmio sai satisfeito com empate, mas reconhece que poderia ter melhor atuação