Guerrinha: “Deu a lógica no jogo da Venezuela”




Longe de casa, cheio de reservas, o Grêmio jogou uma bolinha mixuruca, mas cumpriu seu papel e venceu o Monagas por 2 a 1. Chegou aos 11 pontos, carimbou a vaga para a segunda fase e só perde a liderança da chave se o Sargento Garcia prender o Zorro.

Apesar da classificação, a noite não foi completa em razão da lesão muscular de Alisson, que vai ser mais um paciente da enfermaria do Humaitá.

Fragilizado

Faz muita diferença.

Claro que o Grêmio segue forte, em condições de dar conta do recado nos jogos que terá pela frente antes da Copa, mas as ausências de Geromel, Arthur e Éverton deixam o time do técnico Renato Portaluppi muito menos qualificado.

Além de perfeitamente entrosados, os titulares que ficam de fora entregam uma confiança ilimitada ao resto dos jogadores que entram em campo, como se viu na maioria das atuações do Tricolor em

Leia a notícia completa em:

Guerrinha: "Deu a lógica no jogo da Venezuela"