Renato diz que Grêmio precisou acordar com “água gelada” e avalia empate como justo




Foto: Reprodução

Após um primeiro tempo sonolento, o Grêmio “acordou” na etapa complementar a tempo de arrancar um empate diante do América-MG em 1 a 1, neste sábado, no Independência, pela 30ª rodada do Brasileirão. Essa foi a avaliação de Renato Gaúcho após a partida.

Em entrevista coletiva, Renato disse que o time reserva do Grêmio cresceu depois de ter levado um “balde de água fria” no intervalo. Ao mesmo tempo, considerou o resultado justo.

– O América esteve melhor nos primeiros 45. Conversei com o grupo no intervalo. Melhoramos e dominamos o segundo. Pelo que ocorreu nos 90 minutos, o resultado foi justo – avalia. – No primeiro tempo, dormimos um pouco. Precisou jogar um pouco de água gelada em alguns.

Juninho abriu o placar para os donos da casa aos 36 minutos do primeiro tempo, ao completar cruzamento de Carlinhos. O segundo só não saiu por um milagre de Paulo Victor. Na etapa final, os reservas de Renato Gaúcho, apesar da falta de entrosamento, chegaram a igualdade. Jean Pyerre, aos 20, converteu o pênalti sofrido por Juninho Capixaba.

– O time agrediu mais, foi para cima. Soubemos aproveitar os espaços. Facilitou para nós nas beiradas. Tive a felicidade de sofrer o pênalti. O empate não é o que queríamos, mas o resultado é bom. A briga continua – afirma Capixaba.

Com o resultado, o Grêmio fica com 52 pontos. Na próxima rodada, enfrenta o Sport, sábado, na Arena. Antes, no entanto, volta a concentrar forças na Libertadores. Nesta terça-feira, inicia a disputa das semifinais contra o River Plate. A partida será disputada às 21h45 (horário de Brasília), no Monumental de Nuñez.

Leia a notícia completa em:

Renato diz que Grêmio precisou acordar com “água gelada” e avalia empate como justo