Rival do Grêmio na Libertadores, River Plate embala e quebra recorde de invencibilidade




Ainda restam 15 dias para o duelo com o Grêmio, mas o River Plate encorpa cada vez mais para tentar alcançar nova final da Libertadores. O time de Marcelo Gallardo segue letal quando ataca e acumula feitos. No último domingo, ao aplicar 3 a 1 no Sarmiento, pela Copa Argentina, chegou ao 32º jogo sem derrota, o recorde de sua história.

Los Millonarios, como são conhecidos, não sabem o que é perder há exatos 226 dias. O último revés ocorreu no longínquo 24 de fevereiro, quando levou 1 a 0 do Vélez Sarsfield. Desde lá, amealhou 21 vitórias e 11 empates, seja pela Libertadores, Supercopa Argentina, Copa Argentina e Superliga Argentina.

Não só apresenta uma grande contundência quando ataca, com 60 gols marcados (o que dá uma média de 1,8 por jogo), como ostenta uma solidez defensiva, como demonstram os 12 gols sofridos (0,3 por partida). Muito em razão da fase de Franco Armani, goleiro da seleção, mas que sofreu uma lesão na coxa direita e é dúvida para o duelo com o Tricolor.

Marcelo Gallardo é o condutor do River Plate — Foto: Reuters

O poderio ofensivo tem ligação com jogadores conhecidos do futebol brasileiro. Scocco, ex-Inter, é o artilheiro com 11, seguido Lucas Pratto, que defendeu Atlético-MG e São Paulo, com oito. A dupla, aliás, disputa posição para atuar ao lado de Santos Borré. A confiança e a maturidade do grupo de Gallardo são elogiados por Carlos Siffredi, corresponde do Marca na Argentina:

– É um momento chave. A mentalidade da equipe fez com que o time não tenha perdido mais. Gallardo não tem um grupo com muitas reposições, mas o tem na mão. Chegou a três das últimas quatro semifinais da Libertadores. O River, quando chega ao adversário, converte. Armani dá segurança no gol. Pity Martinez, o 10, é o grande jogador. Pratto e Scocco lutam por uma posição. Enquanto Scocco aparece com uma melhor média, Pratto se sacrifica pela equipe, o que encanta o treinador.

Os números do River:

32 jogos 21 vitórias 11 empates 60 gols sofridos 12 gols sofridos Scocco – 11 gols Pratto – 8 gols ÚItima derrota – Vélez 1 x 0 River – 24/02

Único invicto da Libertadores, o time embalou com a sequência de clássicos no torneio, ao eliminar Racing e Independiente, nas oitavas e quartas de final, respectivamente. Antes, no entanto, o time sofreu contestações. Oscilou ao longo dos quase oito meses, como avalia Maria Clara Rositano, da Radio MeteGol 740 AM.

– Creio que, futebolisticamente, passou por altos e baixos. No global, claro, os resultados são quase favoráveis 100%. Há questões táticas que são debatidas – pondera.

JOGOS DA INVENCIBILIDADE

PARTIDA DATA COMPETIÇÃO Flamengo 2×2 River 28/02 Libertadores – Fase de grupos River 1×1 Chacarita 04/03 Campeonato Argentino Patronato 0x1 River 10/03 Campeonato Argentino Boca 0x2 River 14/03 Supercopa Argentina -Final River 3×1 Belgrano 18/03 Campeonato Argentino Defensa y Justicia 1×3 River 01/04 Campeonato Argentino River 0x0 Santa Fé 05/04 Libertadores – Fase de grupos Racing 0x2 River 08/04 Campeonato Argentino River 2×0 Rosário 15/04 Campeonato Argentino Emelec 0x1 River 19/04 Libertadores – Fase de grupos Arsenal Sarandi 0x3 River 22/04

Leia a notícia completa em:

Rival do Grêmio na Libertadores, River Plate embala e quebra recorde de invencibilidade