Torcedor que é torcedor acredita sempre. Todos na Arena





Um velho amigo gremista, agitando um ingresso para o jogo desta noite, me perguntou o que eu espero dessa decisão contra o Estudiantes. Fiquei sem resposta por um instante. Estava diante de um urubulino, um desses gremistas críticos permanentes, tão gremistas que vivem temendo pelo pior, até como forma de atenuar o impacto de um eventual resultado negativo. Vacina, mesmo.

Decidi atormentar o amigo, um dos tantos (assim como eu), que sobreviveram aos anos de chumbo, a década de 70 colorada, que me deixou traumas e rancores eternos.

-Olha, se não fosse a obrigação de vencer por dois gols de diferença, eu apostaria todas as fichas na classificação. Do jeito que está posto, será muito difícil -, disse, caprichando na cara de agente funerário.

Expliquei: veremos na Arena a maior retranca já armada em todos os tempos. Será uma muralha formada por uma linha de cinco defensores com mais

Leia a notícia completa em:

Torcedor que é torcedor acredita sempre. Todos na Arena